Baskets!

Etiquetas

, , , , , , , , ,

Eu nunca fiquei tão felizmente deprimido com uma comédia. Acabei de assistir a segunda temporada e fico feliz em saber que a terceira já está pronta e vai estrear em Janeiro de 2018.

Humor seco, simples e quase incompreensível para público que assiste Zorra Total e a Praça é Nossa.

Escrito por Louis CK, comediante famoso pelo humor negro e polêmico (se fosse brasileiro estaria cheio de processos pelos stand up e shows). Zach Galifianakis, isso mesmo, o gordinho de Se Beber Não Case, interpreta brilhantemente um palhaço e o seu irmão gêmeo. Zach que também faz stand up e outros shows, explorando sempre esse humor seco e não usual para o público brasileiro. Louie Anderson interpreta a mãe e ganhou o prêmio Emmy de melhor ator coadjuvante em séries. Isso mesmo, um homem interpreta a mãe. Hilário!

A série não está na Netflix, disponível somente no canal FX, por isso resolvi escrever sobre ela. Bem porcamente, mas eu precisava escrever sobre.

baskets-zach-galifianakis-screen-grab.06.2320PM.png

Anúncios

Jogo Mental!

Etiquetas

, , , , , , , ,

“Não entendo por que um jogador de futebol chora. Os brasileiros choram o tempo inteiro. Toca seu hino, eles choram; eliminam o Chile, eles choram; perdem para a Alemanha, eles choram… Têm de mostrar que são homens, que são fortes. Nunca vi nada tão nefasto como a linguagem corporal dessa equipe.” Ex-jogador alemão Lothar Matthäus.

Essa afirmação bem verdadeira também se aplica à todos os atletas brasileiros de todos os esportes.

Mas o que me intriga de verdade é como a imprensa trata esse assunto. Se um lutador de outro país faz declarações antes de uma luta de UFC contra um lutador brasileiro, ele é chamado de “falastrão”, “polêmico” e criticam bastante a “postura” desse atleta. Em contrapartida hoje no Esporte Espetacular foi mostrado uma reportagem sobre o título da Fórmula 1 de 1987, onde o brasileiro Nelson Piquet venceu e exaltaram o jogo mental que ele fez contra o inglês Nigel Mansell. Mas, analisando as declarações do brasileiro antes das corridas, as coisas que ele fez (usar 2 rádios para ouvir o que era dito para o inglês por exemplo), é exatamente o que eles próprios criticam como “falastrão” e “polêmico”.

Ou seja, se brasileiro faz é aplaudido, mas, se antes de uma luta o cara disser:

“Acredito absolutamente que Demian Maia vai se aposentar neste fim de semana. Mesmo sabendo que ele não quer, vou forçar sua aposentadoria. Espero que ele tenha seu discurso de aposentadoria pronto.” Colby Covington.

Ele é criticado. Quem falou isso foi um norte americano, e o resultado da luta foi…. brasileiro nocauteado. Jogo mental parece ter ajudado.

A inteligência emocional e mental é algo que deveria ser trabalhado no Brasil do futebol ao esporte menos praticado, no futebol você vê essa fraqueza burrice quando o árbitro é rodeado por jogadores em qualquer falta e até marcação de escanteio.

Sem título

The Roast of Donald Trump!

Etiquetas

, , , , , ,

Comedy Central Roast Of é o meu programa favorito (pena que só tem 1 ep por ano), e hoje eu finalmente assisti o que o atual presidente dos EUA, Donald Trump, é o convidado especial em 2011.

E  desde aquele momento ele já falava em ser presidente dos EUA, e usou esse show para fazer campanha. Ele não se candidatou em 2012, mas quando ele teve a oportunidade de “roast” os convidados, ele praticamente fez um discurso político inserindo piadas pesadas com os convidados.

Ei Eminem, não me entenda mal, eu só tô dizendo que gostei das piadas e me impressionei com a “inteligência” dele em se promover presidencialmente em um show tão pesado. Não entendeu eu me explicar para o Eminem? Entenda aqui.

Alguns dos melhores momentos desse Roast.

Não achei legendado em português, nem o show inteiro. Tive que fazer download para assistir. Diferente de alguns que tem no youtube completo.

Melhor programa.

Guerra dos Sexos no Esporte!

Etiquetas

, , , , , , , , , , ,

Recentemente o programa Esporte Espetacular fez uma matéria sobre o filme A Guerra dos Sexos, que relata a história real de um ex-tenista que afirmou que venceria qualquer mulher e desafiou a atual (na época) número 1 do mundo.

Muito interessante o filme e a abordagem do Esporte Espetacular, no entanto, tratar como preconceito e machismo é exagero.

Sou à favor da igualdade da igualdade dos valores pagos para homens e mulheres, e foi o que as irmãs Venus e Serena Williams, lutaram e os vencedores dos torneios mais importantes do circuito de tênis agora pagam o mesmo para os campeões e para a campeãs. Muitos outros esportes já dão premiações iguais para as duas categorias.

A reportagem da Globo fez parecer machismo quando dizem que homens são mais fortes, mais resistentes e melhores. Mas, observe esse torneio de exibição que ocorre na Inglaterra, Hopman Cup. Torneio de tênis de duplas mistas que não vale pontos para o ranking.

Na final, Serena Williams (número 1 ranking WTA) e John Isner (número 18 ranking ATP) jogaram contra Agnieszka Radawanska (número 5 ranking WTA) e Jerzy Janowicz (número 43 ranking ATP).

No filme a mulher ganha, ela é na época a número 1 e ele tem 55 anos aposentado. Nesse cenário, a maior jogadora de todos os tempos simplesmente não consegue devolver um saque sequer de um jogador que nunca ganhou nenhum título além desse que não conta pontos. E o grandalhão John Isner realmente tem esse saque potente e difícil de devolver, mas mesmo assim, ele não chega ao topo 10 do ranking masculino.

 

Futebol x Política!

Etiquetas

, , , , , , , ,

14947649_1318807961470869_4974523884686251477_n

A frase foi dita numa coletiva de imprensa porque os torcedores do Santos não acham suficiente o terceiro lugar no campeonato. Ser o terceiro time do Campeonato Brasileiro foi motivo para a diretoria ceder à pressão da torcida e demitiu o treinador, mas, os próprios jogadores intercederam pelo técnico e voltaram atrás na decisão.

Nos faz pensar em como as coisas seriam diferentes se a população fosse para os aeroportos para receber ou se despedir dos políticos, eles iriam pensar duas vezes antes de tomar alguma decisão no parlamento. Mas isso tudo parece uma utopia e mesmo com o poder de voto nas mãos, o povo brasileiro sempre comete os mesmos erros.

Autoajuda!

Etiquetas

, , , , , , , ,

Livros, textos, frases, videos de autoajuda são bastante populares e em contrapartida muita gente odeia tudo relacionado à isso. Eu até entendo pessoas que não gostam, talvez porque eu não sou muito fã desse tipo de literatura.

Mas o que me intriga é o seguinte, se a pessoa lê um livro de autoajuda e se sente melhor, isso quer dizer que ela não se autoajudou, o autor do livro ajudou, logo, o livro não é de autoajuda e sim, de ajuda à terceiros. Eu achava que autoajuda era quando uma pessoa ajudava a si própria sem precisar de ninguém. Eu ficaria bem frustrado se eu escrevesse um livro e uma pessoa chegasse e dissesse: “oi, li seu livro, me ajudou bastante, consegui superar um momento difícil na minha vida e hoje me sinto muito melhor”, daí eu “obrigado, fico feliz em ter ajudado”, daí a pessoa “encontrei por acaso na prateleira de autoajuda da livraria, e amei…”, “pera aí pera aí, meu livro foi catalogado como livro de autoajuda?”, quer dizer, não é autoajuda, eu mereço os créditos por ter ajudado a pessoa através do que eu escrevi. Entendeu? Por que eu não.

Auto-Ajuda

Reação Frenética de Torcedor!

Etiquetas

, , , , , , , ,

Quando você pensa que os torcedores de futebol são os mais fanáticos no mundo do esporte, você encontra o torcedo do Galway, Michael.

Olha a reação depois do seu time ser campeão do torneio All-Ireland Hurling, Isso mesmo, HURLING!!! Veja os melhores momentos do jogo aqui.

“Nós conseguimos! Nós conseguimos, Kaithleen! Eu sabia, nosso tempo chegou! 29 anos, 29 anos!”

“Você parece extasiado, Michael.”

“Eu tô, porra, é o dia mais feliz da minha vida, Kaithleen! O dia mais feliz da minha vida, Kaithleen”

“E quanto ao dia que nos casamos?”

“MAS QUE SE FODA ISSO, KAITHLEEN! Foi dia mais miserável da minha vida e quando as crianças nasceram foi ainda pior! ISSO É FELICIDADE, Kaitheleen! ISSO É FELICIADADE, PORRA! Olha a bandeira, Kaithleen! Aproveita, sua vadia! Se manda junto com sua mãe e seu pai, Kaithleen, volta pra porra de Waterford!”

“Mas eu não sou de Waterford.”

“Você é, sua vadia. Se manda sua vadia suja!”

hahahahahahahahahahahahhaahahahahhhhahahhahhahahhaha não consigo parar de rir.

Primeiro que irlandeses são famosos por não expressarem emoções. A surpresa da mulher com a reação dele é genuína.

Segundo, mulher é igual em todo lugar do mundo. Não pode simplesmente deixar o cara curtir o momento, tinha que perguntar “e o dia do nosso casamento?”. Se meteu na felicidade dele aí desencadeou os xingamentos. Poderia simplesmente ficar feliz com ele, mas nãããããooo, tinha que perguntar hahahahahahahahahahahahah.

Terceiro, ela já deve estar acostumada com reações desse tipo dele, porque tem muitos outros videos em que ela grava, inclusive um em que ele diz que ela tá ficando gorda.

Quarto, antes que as feministas comecem a surtar, ele é comediante e até entrevistados eles já foram por causa desses vídeos.

Hurling é o esporte nacional Irlandês de origem Celta. Saiba mais aqui.