Etiquetas

, , ,

Mais uma semana começa e como todo semana desde a criação do calendário, a quarta-feia inevitavelmente irá chegar. E essa quarta-feira poderia ser chamada de Quarta-feira, com letra maiúscula mesmo, porque vai ser uma quarta-feira única, 10/02/2010. Em inglês os dias da semana e os meses do ano são considerados nomes próprios, e sempre começam com letra maiúscula, acredito que por considerarem cada dia como sendo único, tornando assim cada data tão peculiar. E de fato, não existe registrado na história, um dia que foi exatamente igual ao outro. E o dia 10/02/2010 Quarta-Feira há muito tempo já se mostrou uma data, digamos assim, intrigante, e se eu fosse um participante do Cabala, Kabbalah, Qabbala, cabbala, cabbalah, kabala, kabalah, kabbala ou um aficcionado por numerologia, teria explicações hollywoodianas para tamanhas coincidências envolvendo esse dia.

Coincidências simples como: 

O dia 10/02/2010 vai ser o dia que:

*o meu time na Copa do Brasil estreiará;

*meus pedidos pela internet chegam;

*um amigo meu volta de férias de Fortaleza;

*a fatura do meu cartão vence;

*eu vou ter que entregar uma planilha no trabalho;

*uma viagem para Natal-RN acontecerá. E por incrível que pareça, os outros acontecimentos seriam insignificantes, não fosse essa viagem me chamar tanto a atenção.

Nesse dia, 99% da população Mundial, irá acordar e lidar com a data apenas como uma qualquer, um dia a mais de vida, um dia normal de trabalho, o cotidiano monótono e repetitivo. E a população que resta, somando apenas 1% do mundo, irá acordar e saberá que esse dia não é apenas um dia comum, muitas das vezes até porque irá deitar na noite anterior sabendo da importância do dia seguinte. Mas como nada é igual para todos, para uns vai ser o dia de seus casamentos, para outros o dia de suas audiências de divórcio, seus aniversários, o enterro de um amigo ou parente, a entrevista de emprego para um cargo sonhado, o fim do aviso prévio, o dia que vai encontrar alguém que há muito tempo não se vê ou o dia que vai se despedir de alguem que não se verá por muito tempo (aí que eu entro). Não importa o motivo, mas esse 1% da população vai viver, sentir e lembrar desse dia por muito tempo, e o que realmente importa, é que todos vivem um dia assim, ou já viveram, ou estão vivendo hoje. E o que não pode acontecer é não viver um dia assim. Mesmo que não tenha nada importante marcado, faça o seu dia valer a pena, porque o dia chamado “hoje” só acontece uma vez, e utilizando, com todo o respeito, uma frase de Renato Russo: “…como se não houvesse amanhã, porque se você parar pra pensar na verdade não há”.

Anúncios