Apesar  da população feminina ser em menor, e em alguns lugares do Brasil, Acre e até mesmo no mundo, as mulheres sempre escolhem com quem vão ficar. O que é engraçado, tendo em vista que elas reclamam tanto que tem pouco homem, muitos gays, muitos cafajestes que não querem compromisso, poucas opções e mesmo assim elas se fazem de tão difíceis. Mas querendo ou não, ELAS tem o poder de escolher. Afinal de contas é sempre o homem que dá a primeira investida. E se elas não quiserem, TOCO! E o ciclo se repete até elas aceitarem um felizardo. E se elas escolhem quem não deu o primeiro passo, elas dão a indireta, ou diretamente tomam as rédeas da situação. E nesses casos homem nenhum sabe dizer não. Claro se este for solteiro. ELAS são paqueradas em festas, shoppings, bares, restaurantes, praças, onde quer que forem. Afinal de contas, elas se vestem, se maqueiam, arrumam o cabelo e se perfumam pra isso. Mesmo sabendo que o homem não vai notar a cor do sapato dela. Nem notar os detalhes do vestido “LINDO” que ela comprou só para aquela festa, e sim no tamanho do decote. E nem vai notar que ela fez um penteado diferente, quando ele só está olhando pro decote da blusa e para as belas formas sob a calça jeans apertada. Mas masculinamente falando, se ela não se arrumasse tanto os homens não a notariam. O que acontece é que alguns não comentam. Independentemente disso, são ELAS que vão escolher com quem ficar e/ou quem vai sair para o primeiro encontro.

Em contrapartida, após o primeiro encontro, somos NÓS os homens quem decidimos se vamos ligar no outro dia, e se vamos dar margem para um possível envolvimento maior e um futuro compromisso. (claro que existem exceções, de algumas mulheres se decepcionarem e fugirem após o primeiro encontro, mas só algumas exceções). E isso não é um pensamento machista. O homem sempre é responsável por tomar o controle da situação, e adaptá-la de acordo com seus interesses. Fica a cargo do homem decidir como vai se desenrolar aquilo que começou no primeiro encontro. Quem nunca ouviu a célebre frase: “Você é o HOMEM da relação”, ou até mesmo a mulher dizendo: “eu tive que ser o HOMEM da relação”, seja essa uma relação antiga, ou que esteja apenas começando. O fato é que o Homem é sempre quem deve decidir. E isso é um pensamento que também é quase unanimidade entre as mulheres. Até porque se uma mulher tentar impor que quer namorar após o primeiro encontro ou segundo, acaba assustando o camarada, e ele pode até fugir. Mais uma vez decidindo a situação. Por diversas vezes ouvi dizer que a mulher sempre espera a ligação no outro dia. Daí parte o princípio que os homens não prestam. São cafajestes, etc e tal. Mas isso são pensamentos não estão de todo erradas que provêm de mulheres que “escolheram” o cara, e ele decide que só queria ficar e não levar o relacionamento adiante. Frustanto as pretenções das mulheres. Afinal de contas, muitos homens pensam assim. Mas nem todos os homens são assim. Por isso nesse caso (de homens não prestarem) não se pode generalizar. Aquela negócio neah… “não é porque 99% dos homens são assim, que todos vão pagar o pato”. Brincadeiras a parte, a parcela de homens pilantras é mínima. As mulheres que escolhem errado, por escolherem demais.

 

ps.: Não quis ser machista, só compartilhar um pensamento (que acho que todos já conheciam) ao meu modo de vista após uma conversa rápida sobre o assunto com a Karen Christina. Eu só nunca tinha parado pra analisar esse ponto.

Anúncios