Será que todo mundo conseguiria conjugar alguma verbo nesses tempos verbais? Quase certeza que sim. Mas será que todos sabem distinguir acontecimentos e ações do passado e do presente se preocupando com o futuro? Quase certeza que não. Ou até sabem, mas não é nenhum pouco fácil.

Outro dia eu estava assistindo, meio que sem querer porque foi meu pai que mudou de canal, o programa do Pr. Silas Malafaia (o melhor na minha humilde opnião). Gosto dele porque ele prega sobre assuntos cotidianos, alertando, puxando a orelha mesmo, e claro, usando como base a Bíblia. Pra quem não conhece, deveria ouví-lo um dia, independente de ser evangélico ou não, acreditando em Deus ou não. Só pra comparar, pra quem não conhece, ele é como o Arnaldo Jabor, só que cristão (posso estar falando besteira, mas é a minha opnião). Nessa pregação ele falava sobre pessoas que sonham demais e não fazem nada pra conseguir tais sonhos.

E em um ponto da pregação ele disse: “Nós somos hoje o que construimos até aqui.” E em seguida falou sobre “passado, presente e futuro“. “De hoje pra trás não se pode fazer nada“. O que foi feito está feito e não pode ser mudado, mas o que importa na verdade são as atitudes que vão ser tomadas de agora em diante. Vamos ser no futuro o que iremos fazer agora. Não adianta ficar olhando o passado e chorando o leite derramado, devemos nos preocupar com o agora e com o amanhã. E ninguém pode ser julgado pelo que fez, e sim pelo que está fazendo.

Essa palavra dele me fez lembrar o que eu já tinha dito há muito tempo. O passado ficou pra trás (retórica proposital), e devemos nos basear no hoje. Muito parecido com o princípio do “Carpe Diem“.

"A estrada só existe quando você passa" - Skank

Do meu passado eu só quero lembrar das coisas boas, do meu presente eu quero fazer só as coisas que eu sei (ou acho) que serão boas lembranças no futuro. Futuro esse que eu quero construir desde já, no qual eu vou ser e ter aquilo que eu sonho hoje.

Fácil na teoria, muito fácil. Agora aplica isso na vida real, faz alguem te perdoar por erros do passado, ou perdoa alguem. Pra mim é fácil, e pra você?

Anúncios