Já disseram por aí que é nessa época que as pessoas ficam mais solidárias, compartilham bens materiais e sentimentos de amor e carinho. Nessa época as pessoas ficam mais emotivas, são mais autruístas, se importam mais. Mas é isso o que realmente acontece? Ou é só a magia do Natal?

Eu gosto do natal, mas muitos dizem que o verdadeiro sentido do natal foi esquecido, e que todo esse sentimentalismo que vemos na tv, comerciais e propagandas espalhados nas ruas, shoppings, etc., não passa de um artifício para vender mais. E como um recém/quase formado em Administração em Marketing posso até concordar, pois afinal de contas, realmente funciona, e não por apenas achar, mas por ver o aumento monstruoso de vendas nessa época do ano. Mas em contrapartida, como um dos milhões de bobos(as) que curtem essa época e sua “magia” (pelo seu significado), afirmo que dá certo explorar esse sentimentalismo para vender mais.

Mas indempendente do consumismo/materialismo/capitalismo/sensacionalismo/imperialismo/ comunismo/… eu gosto do natal, e me sinto bem com todo esse ar criado em torno disso. É uma época boa, que desaflora boas vibrações que junto com o o “fim do ano”, mistura as sensações de nostalgia, satisfação pelo ano que passou, esperança de que dias melhores virão no próximo ano. E isso tudo acaba se tornando mágico de alguma forma.

E seria bom que toda gentileza, solidariedade, durassem até o natal do ano que vem. 

Eu só quero me sentir bem. Feliz Natal.

Deixe um comentário e ganhe um ABRAÇO GRATIS!

Anúncios