Etiquetas

, , , ,

Chegando em casa, pensando nas milhares de coisas que eu poderia fazer se… E SE… mas não dá pra fazer nada por culpa dos “e se“. Não importa, ou importa bastante? Ainda me restam muitas outras coisas pra fazer, menos glamurosas, menos atrativas, menos empolgantes, no entanto eu ainda prefiro ficar em casa ou por preguiça ou por desmotivação, me rendendo ao tédio. Sonhar acordado pode custar caro, e não me venha com essa de “é nas pequenas coisas da vida…”, porque o bom mesmo é viver com intensidade. Se não dá agora, tédio/preguiça/empecilhos 1×0 eu. Mas amanhã será um novo dia. Vou me render de novo?

Anúncios