Etiquetas

, , , , , , , ,

Livros, textos, frases, videos de autoajuda são bastante populares e em contrapartida muita gente odeia tudo relacionado à isso. Eu até entendo pessoas que não gostam, talvez porque eu não sou muito fã desse tipo de literatura.

Mas o que me intriga é o seguinte, se a pessoa lê um livro de autoajuda e se sente melhor, isso quer dizer que ela não se autoajudou, o autor do livro ajudou, logo, o livro não é de autoajuda e sim, de ajuda à terceiros. Eu achava que autoajuda era quando uma pessoa ajudava a si própria sem precisar de ninguém. Eu ficaria bem frustrado se eu escrevesse um livro e uma pessoa chegasse e dissesse: “oi, li seu livro, me ajudou bastante, consegui superar um momento difícil na minha vida e hoje me sinto muito melhor”, daí eu “obrigado, fico feliz em ter ajudado”, daí a pessoa “encontrei por acaso na prateleira de autoajuda da livraria, e amei…”, “pera aí pera aí, meu livro foi catalogado como livro de autoajuda?”, quer dizer, não é autoajuda, eu mereço os créditos por ter ajudado a pessoa através do que eu escrevi. Entendeu? Por que eu não.

Auto-Ajuda

Anúncios