Tag Archive: rio branco


Novo Rumo!

Esse ano começou promissor, mas não é o ano que define o que vai acontecer no decorrer dos meses. Em 2016 muitas pessoas imploravam para o fim do ano sem saber, ou fingindo não saber, que as coisas boas não acontecem magicamente simplesmente porque você mudou a folha do calendário. É preciso mais que isso, é preciso mudança de atitude, mudança de comportamento e até de perspectiva. Aí sim, você vai poder traçar um novo rumo na sua vida e as coisas boas vão naturalmente acontecer.

Eu tô me esforçando para traçar esse novo rumo, difícil como supostamente seria, mas só depende de mim. E na minha lista de coisas pra fazer esse ano, voltar à ativa nesse site, será uma das prioridades. E por incrível que pareça, tem muito conteúdo guardado para postar que eu simplesmente esqueci, tá na hora de abrir o baú e rever tudo com uma nova perspectiva.

.

Eu postei aqui Uns Rabiscos Qualquer! do Vince Low, daí o Abner resolveu fazer os rabiscos de um auto-retrato. Esse foi o resultado:

foto0026

Que venham mais rabiscos. Veja outra arte dele: Art Fruit.

…eu posso transformar o lugar onde eu estou em um lugar melhor.

E isso é bem simples. Como a doçura e a inocência de uma criança.

Foto do blog do Altino Machado.

Se eu fechar os olhos esquecer esse verão cheio de fumaça aqui do Acre e…

… me transportar para o inverno de um lugar qualquer. Enxergar uma neblina e relaxar um pouco.

Tentar imaginar que essas malditas queimadas…

…finalmente acabaram e ao invés de destruir, nos proporcionaram uma paisagem mais bela.

Isso se seu imaginar. Fugir da realidade. Nem que seja só por alguns segundos… só por alguns segundos

RBtrans apresenta central de atendimento a permissionários 

Júlio César (à direita) e eu nos guichês de atendimento.

 

SATE - Setor de Atendimento

 

Prefeitura cumpre compromisso com a categoria de mototaxistas 

“Processo de cadastramento para finalização da licitação que abriu 50 novas vagas para mototaxistas teve início ontem” 

 

Minha mesa tava uma bagunça, mas não é culpa minha, tenho que conferir: 2 declarações, 5 cópias de documentos pessoais, 4 certidões negativas, 1 contribuição sindical, 1 GPS (Guia da Previdência Social) e auxiliar o camarada a preencher o requerimento. É mole? Nem pra eles, nem pra mim. (Foto de Andréia Oliveira). 

Nada mais a declarar.

(Editado)

“As pessoas precisam tomar mais cuidado ao expressarem suas opiniões.” (Isaac Bianchi)

“Diz um antigo provérbio: censuram quem se mantém calado; censuram quem fala muito; censuram quem fala pouco, neste mundo ninguém está livre de censuras.” (Textos Budistas)

Na edição nº 44 do Jornal da Prefeitura Municipal de Rio Branco-AC, Meu Lugar, destaca os novos ônibus que irão circular na cidade, e com a promessa de trocar toda a frota que hoje está na ativa até 2011. Os novos ônibus atendem às necessidades das pessoas com pouca mobilidade, deficiência física, obesos, gestantes e idosos. Finalmente você que é cadeirante vai poder pegar o busão. A RBTRANS e a Prefeitura Municipal de RB-AC estão trabalhando para melhorar o transporte coletivo da cidade há muito tempo, e prova disso é o incentivo dado para que as empresas adquirissem esses novos veículos. O superintendente da RBTRANS, Ricardo Torres, juntamente com o prefeito Angelim estavam presentes no dia da chegada dos ônibus, e aproveitando para apresentá-los à sociedade. 

Todos felizes, principalmente a população. Vale ressaltar que o texto ficou muito bom.

enquanto isso… essa mesma edição passa um breve informativo sobre os táxis e moto-táxis de Rio Branco, e sobre a licitação que vai abrir para mais 50 novos moto-taxístas.

Na foto: Joilson, moto-taxista nº 352 e destaque para o vistoriador da Superintendencia Municipal de Trânsito e Transporte de Rio Branco, ORIVALDO AMARAL.

Com tanto táxi e moto-táxi não vai ter desculpa você chegar atrasado no trabalho, até porque no trânsito de Rio Branco dá pra fluir com facilidade, nem se compara com Sampa e Rio (o de Janeiro), que além de muito engarrafamento, agora sofre com as inundações. Como diria Seu Jorge: “morando em São Gonçalo você sabe como é, hoje a tarde a ponte engarrafou, e eu fiquei a pé”…”mas tente compreender, morando em São Paulo você sabe como é, hoje a Marginal engarrafou, e eu fiquei a pé”.  Aqui o maior engarrafamento que eu já tive o prazer de participar foi nos dias de jogos ou shows na arena, mas nada de mais. O trânsito precisa melhorar? Com certeza, e a RBTRANS sabe disso, e se esforça pra fazê-lo.

Morre o jornalista e comentarista esportivo Armando Nogueira

E para os leigos, como poderia dizer… ele era um dos jornalistas mais respeitados no Brasil, fez história, e deixou um legado para o telejornalismo e telejornalismo esportivo. Um clássico no que diz respeito à palavra, deixou o Brasil (e suponho que o Acre também) mais triste, foi um brilhante jornalista e cronista esportivo. Pioneiro do telejornalismo, foi responsável pela implantação do jornalismo na Rede Globo, com destaque para a criação do Jornal Nacional, primeiro jornal em rede da história da televisão brasileira. No começo da carreira escrevia textos para os locutores Cid Moreira e Heron Domingues lerem na antiga TV-Rio. A partir de 1954, esteve presente na cobertura todas as Copas do Mundo e, desde 1980, de todos os Jogos Olímpicos.

Armando Nogueira é dono de um estilo original e elegante, que foge dos lugares comuns que proliferam na crônica esportiva. Pode-se dizer que fez escola, pois vários repórteres esportivos tentam imitá-lo. Não raro, Armando extravasa sua veia poética para demonstrar sua admiração pelo esporte e por seus ídolos. Algumas de suas frases inspiradas se tornaram antológicas.

Aos 83 anos, morreu por volta das 7h desta segunda-feira (29), e seu velório vai ser na cúpula de honra do Maracanã.

O governador Sérgio Cabral e o prefeito Eduardo Paes anunciaram luto oficial de três dias pela morte “do grande jornalista Armando Nogueira, cujo texto se confunde com os melhores momentos do futebol brasileiro. Um acreano que, na juventude, veio morar no Rio de Janeiro e se transformou em um dos ícones do jornalismo do país”. 

E mesmo sendo de Xapurí-AC, os próprios acreanos desconhecem o trabalho fenomenal de um mestre. Eu: Sabe quem é Armando Nogueira? Fulano: Ele mora alí na baixada do Sobral? Acho que sei quem é. Sicrano: Não pow, ele tá falando do colégio no rumo do Tucumã.

‘Ele me ensinou a fazer telejornalismo’, diz Bonner.

 Agora eu quero ouvir paulista, carioca, gaucho e quem mais vir falar mal do Acre, mandar-los-ei (…) estudarem geografia e história antes de qualquer coisa, e nada mais a declarar!

E aqui fica minha singela homenagem à esse Acreano que sabia usar as palavras. E como não poderia deixar de  ser, as melhores frases desse poeta esportivo:

O Rei e a bola: “Pelé é tão perfeito que se não tivesse nascido gente, teria nascido bola.” 

Mané e o drible: “Para Mané Garrincha, o espaço de um pequeno guardanapo era um enorme latifúndio.” 

Perfeição: “A tabelinha de Pelé e Tostão confirma a existência de Deus.” 

Habilidade: “No futebol, matar a bola é um ato de amor. Se a bola não quica, mau-caráter indica.”  

Humor: “Anúncio: troco dois pés em bom estado de conservação por um par de asas bem voadas.” 

Crítica: “Os cartolas pecam por ação, omissão ou comissão”  

Ídolos: “Heróis são reféns da glória. Vivem sufocados pela tirania da alta performance” 

Enciclopédia: “Tu, em campo, parecias tantos, e no entanto, que encanto! Eras um só, Nílton Santos”.

  Zico:  “A bola é uma flor que nasce nos pés de Zico, com cheiro de gol.”

 O gol: “Gol de letra é injúria; gol contra é incesto; gol de bico é estupro.”

Shows!

Impressionantemente Rio Branco-AC recebou dois shows que fugiram ao padrão forró-axé-sertanejo que costumam predominar nos shows daqui.

Ratto Acústico na sexta e Zeca baleiro no sábado.

Ratto Acústico foi irado, só o show, antes e depois uma mer#d@. Pra quem não conhece ele toca músicas de outros artistas, fazendo um som acústico de artistas como Renato Russo, Raimundos, Charlie Brown, Cassia Eller, entre outros. Sensacional!  Conheça e ouça aqui.

O do Zeca Baleiro teve um pré-show bem regional, e com exceção de uma mulher louca (desculpem quem gosta dela) com letras sem noção, do tipo : “o diabo tá solto” e “o Acre vai virar pasto” (pelo amor-de-qualquer-coisa que por#r@ é essa?) foi um pré-show arrumadinho, eu curto essa coisa “alternativa”. Ressalva pros caras do Capuccino Jack, sonzinho manero! O show em sí dispensa comentários, o ZB sempre divertido e com som de primeira, pra quem gosta foi perfeito, e pra quem não conhecia deve ter gostado, porque foi bem animado. ps.: Não podia deixar de falar da música latina depois do show, pena que tivemos que sair logo.

Mas pra quem AINDA não conhece ZB clica aqui e descubra.

E quem disse que placas de trânsito são uma chatice? (na verdade não sei quem fala isso, maaaass….)

O objetivo de Petru Antal é diminuir o número de acidentes na região. A pequena Pecica fica à beira de uma importante estrada de alta velocidade.

“Temos uma vibrante vida noturna e essas duas coisas não combinam. Temos que orientar os motoristas porque pedestres circulam pela estrada”, explicou Antal.

fonte: Page Not Found.

Taí a dica pra uma nova placa que poderia ser implantado no trânsito de Rio Branco-AC. Sería muito útil em certos lugares. kkkkkkkkk

Fica a dica pra RBTRANS!  nova placa…. pode ser:

“Dê preferência pro bêbado”

“Atenção! Bêbados procurando garrafas vazias no chão”

“Cuidado! Se matar um bebum você ganha uma garrafa de cerveja”

entre outras …..  

Alagação!

Hoje cedo ouvi em uma rádio gospel uma apresentadora (ou locutora, não sei ao certo) falando/orando: “Senhor leva embora todas as enfermidades, leva embora a dengue, a alagação…” (parei de ouvir aí!). Alagação?!?!?!? “Levar embora a alagação”?! Como se fosse uma doença, um mal que pudesse ser evitado. Mas a “alagação” não é uma doença, e nem um “mal a ser combatido”, o rio apenas está fazendo o seu curso natural! Todo ano tem a época do rio ficar “seco”, e tem a época do rio ficar “cheio”. Pelo amor de qualquer coisa, todo santo ano o rio enche e ocupa o espaço que é, era e sempre vai ser dele naturalmente. A população que é teimosa e insiste em viver ali mesmo sabendo que vão perder tudo ou quase tudo por causa das cheias, vão ter que se mudar, ou ficar em abrigos. O rio segue seu curso, se ele está em época de “seca”, não adianta se iludir, vai ter um dia que ele vai voltar pro seu lugar de origem, e vai tomar o lugar que é dele, e azar de quem fica nas margens só poluindo, “azar” modo de dizer, porque azar é imprevisível, e a cheia dos rios é totalmente previsível, ou você não está acostumado a ver todo ano essa mesma ladainha de “enchente deixa não-sei-quantas famílias desabrigadas”?
E por falar em desabrigadas, essas famílias até gostam, dou minha cara à tapa se disserem que não gostam! Vou explicar. Não sou partidário, mas tenho que falar das coisas boas que esse governo fez. E o amparo à essas famílias é um delas. As famílias desabrigadas vão para o parque de exposições, todas as pessoas e seus “bens” muito bem cadastrados, pra não haver confusão na hora de separar panelas (você deve pensar:”mas que maldade, tirando onda só porque são pobres”, mas realmente deu confusão por causa de panela, os espertinhos estavam fazendo a mudança com vizinho, levando tudo junto, pra na hora de desembarcar as coisas lá no parque feito por um caminhão da prefeitura, separar coisas a mais, e isso é fato). E eles ficam vivendo muito melhor nesse parque para desabrigados. Creche para as crianças, com pessoal treinado pra cuidar e entreter crianças (contando historinhas, cantando musiquinhas), gente pra cozinhar e lavar, limpar e organizar tudo. Tem no mural um cardápio da semana, dizendo o que vai ter no almoço e jantar de segunda à sexta, então as pessoas ficam sem fazer nada o dia todo sabendo o que vai comer, mas como são famílias tão carentes que só em saberem que vão comer três vezes ao dia já é uma alegria. Posso ser um pouco exagerado, mas não vi ainda outro lugar que tenha tanto cuidado com as famílias desabrigadas. Mas nem sempre era assim, antigamente jogavam todo mundo nos colégios públicos, parando as aulas, causando transtorno aos vizinhos, um caos. Hoje tem alimentação adequada, médicos, cabeleireiros, creche, assistência social o tempo todo. Até me arrisco a dizer que algumas famílias mais pobres se recusam a sair da beiro do rio pra poder ter, ao menos uma vez no ano, um tratamento de gente e comida pras crianças.
Mas dizer pra uma família sair dali é o mesmo que dizer: “abra mão de ir para o parque de exposições com os outros desabrigados, de comer três vezes ao dia, de poder ficar despreocupada com seus filhos porque vai ter gente pra cuidar, de ter um médico pra te atender de graça e sem ter que acordar 3 da madrugada pra ir pra fila, de poder cortar o cabelo de graça e de ter assistência social sempre e a qualquer hora que precisar”.

Entenda que não estou julgando o tratamento dado a eles, até apoio, o ser humano deve ser tratado como tal, e se todo esse suporte está ao alcance da prefeitura ou governo, nada mais justo do que fazê-lo. Só fiquei embasbacado com a declaração da moça do rádio. É como disse Marina Silva: “A natureza não sabe se defender, ela sabe se vingar”. E natural, o culpado é o próprio ser humano. Mas volto a dizer, o rio segue seu curso, basta sair do seu caminho natural que acabam os problemas.
Mas gente ignorante (por falta de informação) tem em todo lugar, no Jornal Nacional vi que os moradores estavam protestando contra a “chuva”, p#t@ q#3 p@r%L contra a CHUVA????!!!!
Fim dos tempos mesmo, reclamando de alagação, chuva, daqui a pouco vão reclamar do ar que respiram porque não está tão puro.